A Argentina e os Frascos: Not ready yet

21:57:00 Patrícia dos Reis 0 Comments

Muitos de vós deve ter percebido pelo Instagram (@reutilizaramente) que vou viver por uns tempos pela Argentina, em Buenos Aires. Esta é a altura ideal para explorar a vertente de viver sozinha e fazer as coisas à minha maneira e uma das resoluções foi tentar ser o mais "Low impact" possível. Uma delas é fazer menos lixo.

Para falar a verdade, tem sido um desafio para mim dado o país em que estou, onde o descartável é o pão nosso de cada dia. Um país onde tenho muito para explorar e conhecer no que toca aos problemas ambientais que tem.


E bem, é aqui que entram os frascos. Para quem vem por uns meses para um novo país, não pode trazer muita coisa e então não trouxe comigo frascos ou caixas plásticas (apenas trouxe uma para colocar sandes). Vim com aquela esperança de ir a um supermercado, comprar uns frascos de feijão e voilá, tinha os meus lindos frascos para armazenar comida e fazer compras. WRONG. Por cá existem poucos produtos que sejam embalados em frascos, somente azeitonas, compotas e alguns molhos mais gourmet (o que significa caro). Por isso, como podem imaginar, há muitas embalagens plásticas! 

Antes de hospedar a minha casa, estive num hostel bastante simpático. Posso dizer que o Staff do 06 Central  Hostel Buenos Aires é muito amável e só por isso o hostel leva muitos mais pontos na minha consideração. Como oferecem o pequeno almoço, acabam por gastar bastantes frascos de compota e por isso decidi pedir para ficar com 2, pois e assim me deixaram! A única coisa que ia acabar no lixo eram as tampas, pois acabam por utilizar os frascos como copos.

E isto pode parecer uma obsessão, mas os frascos começaram a fazer parte do meu estilo de vida e se tornaram algo que considero indispensável pois as coisas que posso fazer com eles:

1. Levar comida sem que haja o risco de verter algo;
2. Congelar comida para ir comendo ao longo da semana (Sim, porque gosto de ter o mínimo trabalho possível quando estou em dias caótico);
3. Para comprar coisas (Cá ainda não experimentei esse método, ainda!).  

Na minha difícil busca por uma casa para morar em Março, pensei chegar à dos meu sonhos, só que infelizmente a minha senhoria, que também vive cá, não gosta da ideia de usar os frascos para congelar... A minha larga experiência em congelar comida em frascos nunca deu para o torto, basta seguir uns truques bastante importantes para fazer com que vidro não quebre e ir controlando se no processo de congelação, não há tendência para partir. 
Pois é, foi com isto que tive, com muito esforço, gastar dinheiro numa caixa plástica para poder congelar uma sopinha para a semana.

Esta foi a minha pequena aventura pelo mundo dos frascos e companhia, aqui por Buenos Aires.

Photo by: Ella Olson (Pexels)




You Might Also Like