Lollapalooza Argentina 2019 - Como ganhei 350$ (~7€) em 15 minutos - Rock & Recycle

15:34:00 Patrícia dos Reis 0 Comments

Uma sensação de mixed feelings em ajudar na recolha do lixo no festival.



Umas das coisas que não posso dispensar da minha vida é musica! Como apaixonada que sou, ir a concertos e festivais tornou-se parte da minha rotina. Como este ano já vou perder alguns dos bons festivais que acontecem em Portugal, tenho que aproveitar enquanto estou na Argentina.

O maior festival de música comercial é o Lollapalooza e é sem dúvida algo que os Argentinos (e os demais países da América latina que também têm o Lollapalooza ou similar) aguardam com muito entusiasmo. 

Muito se fala de música, dos artistas, do ambiente do festival, mas pouco se fala sobre a sua sustentabilidade ou pelo menos o que a organização faz para atingir os seus próprios objectivos de sustentabilidade. 

Este ano o Lollapalooza Argentina contava com um programa que por cada saco de lixo recolhido ofereciam uma carga de dinheiro. Neste festival não se utiliza dinheiro vivo, mas sim um pequeno dispositivo donde se efectuam carregamentos e compras, que vem junto com a pulseira. Além disto, também prometiam, por cada saco entregue, uma árvore de espécie nativa que iria ser plantada em Buenos Aires.

Tive a oportunidade de ir aos 2 primeiros dias do festival. Mas foi apenas já a terminar o último que arranjei tempo e decidi acercar-me à banca Rock & Recycle para saber mais sobre o que estava a acontecer. 
Então o desafio era: Encher um saco do lixo com garrafas de plástico e latas. Mas para motivar ainda mais foi o valor convidativo da carga que faziam, 350 pesos argentinos (~7€). Pensei que iria ser difícil encher um saco, mas lembrei-me que tinha acabado de passar por um palco onde um espetáculo tinha acabado e estava vazio... mas cheio de lixo espalhado pelo chão. 
Por isso em 15 min, consegui encher um saco do lixo com garrafas e latas ao som de Macklemore que estava a tocar no palco ao lado.



E devo-vos confessar que muito me passou pela cabeça. A quantidade abismal de lixo que existia não se comparava ao monte de copos plásticos deixados depois de um espetáculo no NOS Alive. Pois, apesar de haver um esforço por parte da organização em colocar caixotes do lixo tanto para recicláveis como para lixo comum, existia uma falta de sensibilização por parte das pessoas. Lembro-me por exemplo quão difícil era arranjar copos de plástico, num ano em que ofereciam t-shirts (de edições passadas) em troca de 40 copos (?) no NOS Alive. Cá, acredito que se as pessoas soubessem do valor que recebiam (está claro) por uma bolsa, existia mais gente na apanha das garrafinhas!

Então lá ganhei os meus 350$ e não existia limite de cargas! Contudo já estavam a arrumar a bancada pois já eram quase 22h. Mas fui contente com os meus 350$ jantar uma refeição decente no festival, aproveitar o resto do concerto dos Arctic Monkeys.





You Might Also Like